terça-feira, 23 de agosto de 2016

Um nome, uma decepção

Que o PSB seja incoerente e vote em bloco pelo impeachment pensando em seu próprio desempenho para o futuro, até que não me surpreende. Mas, se eu pudesse traduzir a palavra decepção é forma de nome, este seria o de Cristovam Buarque, senador pelo PPS de Brasília. Incoerente com a própria história, de olho em uma possibilidade, com o PSB, de ser uma terceira via, Buarque joga na lata do lixo tudo o que defendeu até hoje. Estar ao lado de golpistas, ferir a democracia de morte, portanto, destruir a própria história, é um estrago que eu jamais imaginaria que Buarque seria capaz de fazer consigo mesmo. Infelizmente, Buarque e Cunha pouco se diferenciam para mim, hoje.


Visite também o Blog de Educação do professor Gilson Monteiro e o Blog Gilson Monteiro Em Toques. Ou encontre-me no www.linkedin.com e no www.facebook.com/GilsonMonteiro.

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Nenhum vestígio de Lula

O que se viu antes, durante e depois da Olímpiada Rio 2016 foi uma espécie de assepsia geral: não se pode nem tocar no nome de Lula e do Partido dos Trabalhadores (PT). Por uma questão de justiça, no entanto, isso não deveria ser feito. Esperar algum tipo de reconhecimento de um grupo que foi capaz de usurpar, inclusive, a presidência da república, seria ingenuidade. Só nos resta registrar, pelo menos, que quem lutou (errado ou certo) para trazer os Jogos Olímpicos, bem como a Copa do Mundo, para o Brasil, foi Luís Inácio Lula da Silva e o PT. Este legado ninguém tem o direito de negar. Reconheçamos!


Visite também o Blog de Educação do professor Gilson Monteiro e o Blog Gilson Monteiro Em Toques. Ou encontre-me no www.linkedin.com e no www.facebook.com/GilsonMonteiro.

Ressentimentos em relação a Neymar

O que pude perceber após a vitória brasileira sobre a Alemanha, nos pênaltis, na final do futebol masculino, foi que o Brasil odeia Neymar. Se não o deia, pelo menos morre de inveja. Dá para se concluir, com folga, que o Brasil é o País dos ressentidos. E não me venham com a desculpa dos milhões sonegados ou coisa parecida porque, até agora, não vi nenhum ressentimento com a mesma monta em relação aos políticos corruptos, só para ficar em um exemplo. Será que foi porque Neymar pediu votos para Aécio Neves? E isso muda o que ele fez em campo? Deixem o rapaz jogar sua bola, ganhar seu dinheiro e ser feliz. Claro, desde eu pague a Receita Federal como qualquer de nós, os brasileiros e brasileiras.

Visite também o Blog de Educação do professor Gilson Monteiro e o Blog Gilson Monteiro Em Toques. Ou encontre-me no www.linkedin.com e no www.facebook.com/GilsonMonteiro.


OBS: Post do dia 21/08/2016