domingo, 25 de junho de 2017

Rotta muda de rota

Minhas desculpas, leitores e leitoras, pelo trocadilho do título. Mas, não dá para deixar em branco a guinada que o vice-prefeito de Manaus, Marcos Rotta deu na carreira política ao trocar o PMDB pelo PSDB. É claro, existe espaço para mais um trocadilho: ele só trocou PM por OS, pois o DB ficou. Aliás, para ser mais exato, Rotta trocou apenas o M pelo S na sopa de letras que são os partidos brasileiros. A mudança, de rota, tem uma meta: ser o próximo prefeito de Manaus. Alguma sereia deve ter encantado Rotta e ele passou a acreditar que ser do PSDB torna a meta mais fácil. O tempo dirá!

Antigamente #foratemer, hojemente #temergolpista!


Visite também o Blog de Educação do professor Gilson Monteiro e o Blog Gilson Monteiro Em Toques. Ou encontre-me no www.linkedin.com e no www.facebook.com/GilsonMonteiro.

sábado, 24 de junho de 2017

Jadelvone Deltrudes quer governar o Amazonas

A disputa pelo mandato tampão, mais conhecido como “eleição suplementar”, ganhou, agora sim, ares de uma disputa carregada de novidades. A maior delas, tem nome e usou a estratégia usada pela maioria dos políticos: deixou para fazer o registro da candidatura, digamos, “ao apagar das luzes”. Ele é ninguém menos que o cabeleireiro Jadelvone Nogueira Deltrudes (PPL). Como não se trata de personalidade muito conhecida no Estado, resolveu adotar “Jardel” como nome eleitoral. Para o eleitoral que reclamava de um nome realmente novo na disputa, resta sair por aí a pedir votos para Jadelvone Deltrudes. Nome mais novo na disputa pelo Governo do Amazonas, não há!

Antigamente #foratemer, hojemente #temergolpista!


Visite também o Blog de Educação do professor Gilson Monteiro e o Blog Gilson Monteiro Em Toques. Ou encontre-me no www.linkedin.com e no www.facebook.com/GilsonMonteiro.

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Eleições decididas por memes

Ao que parece, muita gente quer, na marra, decidir as eleições suplementares no Amazonas por meio de memes. Os responsáveis pelas campanhas de cada candidato, no fundo, incentivam este tipo de prática. Ou será que o exército de fakes criados nas redes sociais não tem, oficialmente, nenhuma relação com as candidaturas? Apostar que as eleições podem ser decididas por memes é erro crasso. Quem fizer só esta aposta terminará derrotado. Esperemos e vejamos!

Antigamente #foratemer, hojemente #temergolpista!


Visite também o Blog de Educação do professor Gilson Monteiro e o Blog Gilson Monteiro Em Toques. Ou encontre-me no www.linkedin.com e no www.facebook.com/GilsonMonteiro.